in ,

Padre é baleado em Lyon, na França, dois dias depois de atentado à Igreja: polícia investiga possível novo ataque terrorista

A tensão na França segue em escalada depois de crimes associados ao terrorismo, que gerarem pavor na população. Depois de um atentado à Basílica de Notre-Dame, que terminou com a morte de 3 pessoas, agora um padre foi baleado em Lyon.

O crime aconteceu na tarde de hoje (31), por volta das 16 horas no horário local (12h no horário brasileiro). O padre, de nacionalidade grega, foi surpreendido pelo atirador que disparou duas vezes com uma espingarda e fugiu.

O sacerdote estava se preparando para fechar a igreja quando foi atingido, de acordo com testemunhas. Ele sobreviveu ao ataque, mas segue internado e o estado de saúde é considerado grave. O religioso tem 52 anos e os disparos partiram de dentro da igreja.

O atirador fugiu do local e a polícia não encontrou a arma do crime no templo. A reação do país ao ocorrido foi imediata. O prefeito de Lyon foi pessoalmente ao local do crime. Na capital, uma célula de crise foi convocada.

A França tem cerca de 7 mil soldados do exército alocados em regiões consideradas estratégicas, como proximidades de escolas e lugares de culto religioso. O país tenta reagir de forma energética aos ataques, que começaram com a morte de um professor.

Os templos religiosos devem ser fechados mais uma vez, segundo determinação do governo, para conter a nova onda da Covid-19. Ainda assim, o país segue em alerta contra possíveis atos terroristas. O ocorrido, no entanto, ainda não foi confirmado como um crime de motivação terrorista.

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.